theme by lagrimar, don't copy.
Face Insta F.A.Q Nerdice
»

"Ele queria paz, queria um tanto mais de sábados e menos domingos a noite. Menos expectativas a serem preenchidas e mais colchões jogados no chão. Ela e muito luar sem nuvens." João Rabelo


Coloquei músicas tristes pra tocar, deitei na cama e chorei a tarde inteira o que eu não chorei por meses.
"Marcello Henrique (via acumulou)"

Sou um carente idiota mesmo…

Você sabe, eu te amo tanto.
" Coldplay. (via s-o-li-t-u-d-e)"

Na maior parte do tempo sou eu levando-a em casa. São as caminhadas tarde da noite e noites mau dormidas.

E quem nunca passou, a maior parte do tempo, lendo poesia barata no Pensador.com.br e cantarolando músicas ruins “Hits do momento”?

Pois, na maior parte do tempo, estamos cumprindo responsabilidades, contando casos desnecessários e anedotas à nós mesmos.

É porque, na maior parte do tempo, não somos nem mesmo a projeção ótica do que realmente queremos ser. Não fazemos nem um décimo do que queríamos fazer e dizemos muito pouco do que pensamos.

São esmiuçados de números, palavras, pensamentos, desejos, sorrisos e ações. Somos uma fração do queríamos ser, mil passos pra trás quando há dois para frente.

E por isso, pelo fracionamento de nossa consciência, um “curtir” ganha o dia. O número de seguidores altera alto-estimas e quantas bocas são beijadas em um período de tempo cria status.

Se há alma contemporânea, é cheia de conteúdo e vazia de originalidade pessoal. 

Fora os temores, responsabilidades, poemas baratos e inverdades omitidas, quem você é? Qual sua identidade autentica? 

Se souber responder, me manda por imbox pra solucionar alguns problemas desse lado.